EUROPA/ESPANHA - Em todo o mundo, uma criança a cada dez cresce sozinha

Segunda, 21 Novembro 2016 menores  

Internet

Madri (Agência Fides) – A cada dez crianças em todo o mundo, uma cresce sozinha, sem qualquer assistência e proteção. Foi o que denunciou a organização internacional SOS Aldeias das Crianças, por ocasião do Dia Internacional da Criança, que acaba de ser celebrado. Com a campanha “Nenhuma criança nasce para crescer sozinha”, a organização quer chamar a atenção para 220 milhões de menores, 10% da população infantil mundial, que crescem sozinhos, vivendo numa situação que coloca em grave perigo seu desenvolvimento emotivo, físico e mental e, consequentemente, seu futuro. As condições imprescindíveis para que uma criança não cresça sozinha preveem assistência estável e amorosa de pelo menos um adulto, uma casa que lhe garanta segurança e bem-estar, uma alimentação adequada, assistência de saúde, instrução e a realização de outras necessidades basilares.
Se faltar uma dessas condições, destaca o presidente de SOS Aldeias das Crianças na nota enviada à Agência Fides, pode haver graves consequências para um crescimento completo. Segundo as cifras recolhidas pela organização, dos mais de dois bilhões de menores espalhados em todo o mundo, 220 milhões não têm à disposição uma dessas condições por causa da pobreza extrema, das péssimas condições de saúde dos pais, da falta total dos mesmos, violência, discriminação, marginalização, conflitos armados ou desastres naturais. SOS Aldeias das Crianças dirigiu um apelo aos governos para quem coloquem a infância na ordem do dia de suas agendas políticas, para amparar as crianças se os pais não forem capazes de fazê-lo, colocando à disposição os recursos necessários para garantir-lhes o direito de serem crianças.
(AP) (21/11/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network