ÁFRICA/QUÊNIA - Tragédia de Mandera: a polícia afirma ter “provas certas” sobre o motivo e os autores

Sábado, 8 Outubro 2016 grupos armados  

Nairóbi (Agência Fides) - “Possuímos provas certas que nos podem levar a descobrir o motivo do ataque e quem o cometeu”, afirmou Fredrick Shisia, comissário da região de Mandera, nordeste do Quênia, onde em 6 de outubro, seis pessoas foram mortas em um massacre reivindicado pelos Al Shabaab somali. Três pessoas também foram feridas.
O comissário Shisia afirma ter “duas teorias, uma interna e outra externa” sobre as razões do massacre, deixando entender que mesmo que tenha sido reivindicado pelos Shabaab, não é dito que eles o tenham cometido.
Segundo informou à Agência Fides Dom Joseph Alessandro, Bispo de Garissa, inicialmente se pensou que o massacre tinha sido perpetrado como represália pela denúncia de operários de uma pedreira que não eram pagos pelos proprietários da empresa (veja Fides 7/10/2016). As vítimas eram trabalhadores hóspedes do conjunto residencial atacado. (L.M.) (Agência Fides 8/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network