ÁFRICA/ETIÓPIA - O exército liberta uma centena de crianças sequestradas durante o massacre de Gambella

Quarta, 27 Abril 2016 grupos armados  

UNICEF Ethiopia

Adis Abeba (Agência Fides) - O Exército etíope entrou no território do Sudão do Sul para tentar salvar centenas de crianças sequestradas do solo etíope por um grupo de homens armados sul-sudaneses. De acordo com a emissora radiofônica Fana, as crianças foram sequestradas numa incursão da tribo Murle, grupo étnico difundido sobretudo no vizinho Estado sul-sudanês de Jongl, durante a qual mais de 200 pessoas morreram. O Exército cercou o lugar onde as crianças foram mantidas prisioneiras e interveio para libertá-las. De acordo com o governo etíope, no ataque, que teve lugar em 15 de abril perto da cidade de Gambella, oeste da Etiópia, pelo menos 208 pessoas morreram e 102 crianças foram sequestradas. Os agressores mataram todos aqueles que resistiram e roubaram cerca de 2 mil cabeças de gado. Esta área do país africano é palco de confrontos étnicos, especialmente entre as duas principais tribos: os Nuer e os Murle. (AP) (27/4/2016 Agênca Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network