ÁFRICA/QUÊNIA - Santa Cruz, única paróquia no mundo dentro de um acampamento de refugiados

Sexta, 22 Janeiro 2016 refugiados  

Nairóbi (Agência Fides) - “Somos dois padres aqui e conseguir atender todos os fiéis é um desafio”, diz Augustine Kharmuti, padre salesiano que trabalha na paróquia de Santa Cruz, a única igreja do mundo construída dentro de um campo de refugiados, Kakuma, na região de Turkana, noroeste do Quênia.
O campo hospeda cerca de 182.000 refugiados provenientes do Sudão do Sul, do Sudão, de Uganda, Burundi, Ruanda, República Democrática do Congo e Etiópia.
Pe. Augustine dirige o Dom Bosco Technical Institute, que oferece formação profissional como carpinteiro, eletricista, soldador, costureiro, estilista, mecânico de automóveis, secretária, além de cursos de informática e de inglês aos refugiados.
“Formamos de 3 mil a 3.200 estudantes a cada ano e acolhemos de 500 a 600 fiéis por missa”, diz o missionário. Embora os dois padres contem com a ajuda de dois catequistas e três religiosas, a recente chegada de novos refugiados, especialmente do Sudão do Sul, apresenta novos desafios à sua obra pastoral e educativa e requer um novo apoio da Igreja e do governo para melhorar a qualidade do ensino e formar um maior número de estudantes.
(L.M.) (Agência Fides 22/1/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network