ÁFRICA/ARGÉLIA - “Os atentados de Paris não dão razão para aqueles que instigam o ódio”, afirmam os bispos

Terça, 17 Novembro 2015 terrorismo   bispos  

Argel (Agência Fides) - “Vivendo entre os muçulmanos, somos testemunhas de sua condenação e humilhação profunda de saber que estes atos são cometidos em nome do Islã”, escrevem os três bispos da Argélia numa carta enviada a Dom Georges Pontier, Arcebispo de Marselha e Presidente da Conferência Episcopal da França, e a Sua Eminência o Cardeal André Vingt-Trois, Arcebispo de Paris, em que condenam os atos terroristas cometidos em Paris na noite de 13 de novembro.
Em sua carta, enviada também a Fides, Dom Paul Desfarges, Bispo de Constantine e Administrador Apostólico de Argel, Dom Claude Rault, Bispo de Laghouat, e Dom Jean Paul Vesco, Bispo de Orano, manifestam sua indignação pelos atentados “planificados diabolicamente”.
Ao expressar a sua “compaixão profunda” às famílias e amigos das vítimas, os bispos reiteram a convicção de que “nada pode justificar este massacre” e que “a reivindicação deste horror perpetrado por uma organização terrorista bem conhecida se esconde atrás de pretextos religiosos absolutamente injustificáveis”.
“Junto com os sentimentos – acrescentam os bispos – expressamos também o temor de ver se confirmar e se reforçar os sentimentos de xenofobia e comportamentos contra os muçulmanos que pesam duramente sobre os fieis do Islã”.
“Esperamos que estes atos horríveis não deem razão para aqueles que instigam o ódio”, concluem os bispos da Argélia que afirmam o desejo de “mostrar que a fraternidade é possível e que as nossas diferenças não impedem a comunhão dos corações e dos espíritos”. (L.M.) (Agência Fides 17/11/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network