ÁFRICA/TUNÍSIA - "As primaveras árabes" no centro do encontro dos Bispos da África do Norte

Quinta, 17 Novembro 2011

Túnis (Agência Fides) – A situação social e política do Norte da África esteve no centro da reunião da Conferência Episcopal da Região Norte da África (CERNA), realizada em Túnis de 13 a 16 de novembro. Participaram Bispos, Vigários Apostólicos e o Administrador Apostólico da região com seus vigários gerais.
Segundo informações enviadas à Agência Fides, o encontro foi presidido por Dom Vincent Landel, Arcebispo de Rabat e Presidente da CERNA. Participaram dos trabalhos, "sublinhando a comunhão co a Santa Sé e a abertura das Igrejas irmãs”, Dom Thomas Yeh, Núncio Apostólico na Argélia e Tunísia; Dom Martin Happe, Bispo de Nouakchott (Mauritânia) e Dom Domenico Mogavero, Bispo de Mazara do Vallo na Sicília (Itália), região europeia próxima ao Magrebe.
Uma longa troca de experiências sobre a situação dos respectivos países e respectivas comunidades eclesiais caracterizou os primeiros dois dias de trabalho. Os dois Vigários Apostólicos da Líbia (de Trípoli e Bengasi) testemunharam os eventos da revolução líbia, sobre as conseqüências para a comunidade cristã, mas sobretudo sobre a alegria da população que se sente livre. Os dois prelados sublinharam também a urgência da reconciliação nacional. "Na Tunísia a novidade das eleições manifestaram a sede de cidadania responsável dos habitantes da região" afirma o comunicado.
Os Bispos da CERNA indicaram os três desafios chaves emergentes que os países da região devem enfrentar: religioso, político e socioeconômico. "Os membros da Igreja, em geral, não estão envolvidos diretamente nestas passagens, mas se sentem “testemunhas perplexas” - para usar as palavras da Carta Pastoral do Arcebispo de Túnis – sobre o que está germinando em todo o Magrebe, a promoção dos valores em que se reconhecem plenamente. Eles partilham as alegrias e esperanças destes povos”.
Os membros da CERNA compartilham o sofrimento dos Bispos da Argélia pelos atrasos e, às vezes, pela rejeição na concessão dos vistos aos sacerdotes e religiosos/as, independentemente de sua nacionalidade. Eles consideram um caso grave de interferência na vida de suas Igrejas locais. “Isso os deixa tristes, principalmente porque essas pessoas são chamadas a fazer parte de comunidades eclesiais que – sem espírito de proselitismo – prestam serviços reais ao país e mantêm relações muito cordiais com todos”.
Os Bispos destacaram a importância da obra das Caritas locais, em colaboração com outras associações e pessoas muçulmanas, em diversas áreas do desenvolvimento humano: promoção da mulher, apoio aos migrantes, aos detentos e às pessoas com deficiências, resposta às emergências sociais, etc... A próxima reunião da CERNA se realizará em Mazara del Vallo (Itália) de 17 a 22 de novembro de 2012. (L.M.) (Agência Fides 17/11/2011)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network