ÁSIA/ÍNDIA - Bispos: ataque vergonhoso contra a capela em Hyderabad; missas e adorações de “reparação”

Segunda, 29 Maio 2017 liberdade religiosa   igrejas locais   política   hinduísmo   oração   fundamentalismo religioso   sociedade civil   direitos humanos  

Nova Délhi (Agência Fides) - “É claro que os fundamentalistas hinduístas e elementos antissociais foram responsáveis pelo ato vergonhoso ocorrido em 21 de maio de 2017, quando uma multidão de cerca de 100 pessoas atacou e devastou a sala de oração de Fátima na Arquidiocese de Hyderabad.” Foi o que disse a Fides o bispo Theodore Mascarenhas, Secretário-geral da Conferência Episcopal da Índia (CBCI). Os bispos indianos expressam preocupação com este gesto e pedem para que sejam adotadas medidas severas para com os autores da violência: o arcebispo Thumma Bala, que guia a Diocese de Hyderabad, junto com os seus colaboradores, ofereceu sua colaboração plena ao Ministro do Interior do Estado de Telengana, que garantiu uma investigação séria para encontrar e punir os responsáveis”, acrescentou.
A comunidade local está abalada com o evento: numa carta circular enviada a todas as paróquias, o Arcebispo Thumma Bala convidou o clero, os religiosos e os fiéis da Arquidiocese de Hyderabad a organizar e promover atividades espirituais (adorações, missas e encontros de oração) como "reparação" pela profanação das estátuas e do local.
Uma adoração eucarística solene e uma missa celebrada pelo Arcebispo serão realizadas em 30 de maio, e em 2 de junho, todas as igrejas e capelas do território organizarão uma Adoração Eucarística de duas horas. No dia seguinte, um rosário especial meditado será rezado em todas as igrejas paroquiais da Arquidiocese. Enfim, em 9 de junho, foi declarado dia especial de jejum para o clero, religiosos e fiéis, com a intenção de oração durante as missas.
“Em nome da Conferência Episcopal da Índia, afirmamos que tais atos vergonhosos são contra a prática religiosa livre em nosso país. Estes gestos faltam de respeito ao nosso amado país e seus cidadãos, amantes da paz, e de todas as comunidades”, observa um comunicado dos Bispos indianos enviado a Fides. “Agradecemos ao Arcebispo de Hyderabad, Dom Bala por ter enfrentado uma situação delicada com serenidade e força espiritual. Asseguramos as nossas orações e a proximidade na dor”, afirma o texto.
“Fazemos um apelo aos nossos líderes políticos para que assegurem que os religiosos de todas as comunidades sejam protegidos e que o direito de cada cidadão de adorar Deus, segundo suas crenças, seja tutelado”, conclui o texto dos bispos. (PA) (Agência Fides 29/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network
liberdade religiosa


igrejas locais


política


hinduísmo


oração


fundamentalismo religioso


sociedade civil


direitos humanos