AMÉRICA/MÉXICO - Permanece em estado grave o sacerdote agredido na Catedral

Sexta, 19 Maio 2017 violência   sacerdotes   direitos humanos  

Permanece em estado grave o sacerdote agredido na Catedral

Cidade do México (Agência Fides) – A Arquidiocese de Cidade do México divulgou um comunicado sobre as condições de saúde do padre José Miguel Machorro Alcalá, 55 anos, esfaqueado enquanto celebrava a Missa na Catedral metropolitana na noite de segunda-feira, 15 de maio (veja Fides 16/05/2017).
Segundo o boletim médico de 17 de maio, recebido por Fides, "no momento de retomar o estágio de consciência, o sacerdote apresentou uma paralisação de toda a parte direita do corpo, depois dos danos no lado esquerdo do cérebro (ictus) devido à falta de irrigação em consequência da grave hemorragia que sofreu".
Na manhã de 18 de maio, outro boletim médico informa que "a condição neurológica infelizmente piorou e há uma carência de fluxo de sangue". Os médicos explicaram que a taquicardia é um sinal de advertência, porque é o cérebro que controla a frequência cardíaca, portanto, o estado de saúde é delicado.
Sobre o agressor, o Procurador-geral de Cidade do México informou que este, no momento de sua detenção, disse chamar-se John Rockschild e ter origens francesas, enquanto o seu verdadeiro nome é Juan René Silva Martinez e é originário de Matehuala, San Luis Potosí. Dos primeiros testes, resulta que Silva Martinez, 26 anos, sofre de um distúrbio psicótico que, aliado à sua obsessão por um jogo (Assassin 's Creed), o teria levado a atacar o sacerdote, a partir do momento que não é capaz de distinguir entre fantasia e realidade.
(CE) (Agência Fides, 19/05/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network