ÁFRICA/ÁFRICA DO SUL - “Índices preocupantes de desemprego juvenil, mas falta cultura política para enfrentar o problema”

Sexta, 5 Maio 2017 justiça   economia   jovens  

Johannesburg (Agência Fides) – “Há poucas razões para comemorar quando milhões de jovens sul-africanos permanecem desempregados”, denuncia Dom Abel Gabuza, Bispo de Kimberly e Presidente da Comissão Episcopal Justiça e Paz da South African Catholic Bishop’s Conference (SACBC), em declaração publicada por ocasião do Dia Internacional do Trabalho, 1o de maio.
O Presidente de ‘Justiça e Paz’ acrescentou que “o desemprego juvenil em nosso país alcançou índices perigosos, com muitos jovens desempregados à mercê das drogas, do tráfico de seres humanos, do recrutamento em bandos criminosos e da manipulação por parte de políticos sem escrúpulos que os recrutam para provocar protestos violentos e desestabilizar a vida política”.
Dom Gabuza pede ao governo que reveja a política de subsídios salariais para os jovens, porque na realidade, é “uma política arriscada, cara e insustentável, que subvenciona empresas privadas e eleva suas margens de lucro sem criar a obrigação de formar os jovens e lhes oferecer um emprego permanente”.
“Somente uma transformação econômica radical pode resolver o drama do desemprego juvenil”, sublinha o Bispo. “Infelizmente – nota ainda Dom Gabuza – a cultura corrente das lideranças políticas, enraizadas na corrupção e em políticas interessadas carece da capacidade ética de realizar uma transformação econômica radical e inclusiva”. (L.M.) (Agência Fides 5/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network