ÁSIA/SÍRIA - Bispo sírio Abou Khazen: perplexos com a rapidez com a qual foi decidido e realizado o ataque dos EUA

Sexta, 7 Abril 2017 guerras   áreas de crise   política internacional   oriente médio  

Aleppo (Agência Fides) – “Algo que nos deixa perplexos diante do ataque militar dos EUA em território sírio é a rapidez com a qual foi decidido e realizado, sem que antes fossem feitas investigações adequadas sobre o trágico massacre com as armas químicas ocorrido na província de Idlib”. Assim o Bispo sírio Georges Abou Khazen OFM, Vigário de Aleppo para os católicos de rito latino, comenta a notícia do ataque com mísseis dos Estados Unidos contra a base síria em Shayrat, na província de Homs. “Esta operação militar”, acrescenta o Bispo católico num colóquio com a Agência Fides, “abre novos cenário inquietantes para todos. Vejo que agora também Erdogan exulta com esta intervenção, decidida e realizada sem levar em conta as vozes que pediam uma investigação independente sobre os fatos ocorridos em Idlib. Tudo se decidiu com base nos impulsos veiculados através da mídia internacional.
O Papa e a Santa Sé não são ouvidos. Existe quem deseja que esta guerra suja continue”. São cinquenta e nove os mísseis Tomahawk que nas primeiras horas de sexta-feira, 7 de abril, foram lançados por dois aviões dos EUA operantes no Mar Mediterrâneo, tendo como alvo a base militar governamental síria da qual, segundo afirmado pelos EUA, tinham saído aviões que na terça-feira passada realizaram um ataque com armas químicas contra a cidade de Khan Shaikun, na província de Idlib. Depois da operação militar feita pela administração Trump, a Rússia pediu uma reunião de urgência do Conselho de Segurança da ONU, definindo como “desconsiderado” o ataque dos EUA contra a base militar síria. (GV) (Agência Fides 7/4/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network