AMÉRICA/ARGENTINA - “Ouvir sempre o povo e o Evangelho”: Dom Angelelli 40 anos depois de sua morte

Terça, 2 Agosto 2016 mártires   violência   democracia   bispos  

"Estar sempre com um ouvido dirigido ao povo e o outro, ao Evangelho."

La Rioja (Agência Fides) – Milhares de fiéis provenientes de todo o país e do mundo lotaram a capela intitulada a “Dom Enrique Angelelli" para participar da missa celebrada 40 anos depois do assassinato do Bispo Angelelli. A celebração de domingo passado – presidida pelo Núncio Apostólico, Arcebispo Emil Paul Tscherrig, e pelo Bispo de La Rioja, Dom Marcelo Colombo – reuniu numerosos fiéis que ouviram os testemunhos dos presentes, entre os quais o do próprio governador, o qual recordou as palavras do Bispo: "Estar sempre com um ouvido dirigido ao povo e o outro, ao Evangelho".
Dom Enrique Angelelli (1923-1976), Bispo da Diocese de La Rioja, era um dos mais conhecidos Bispos do país, contrário à ditatura. Morreu num acidente de carro em situações duvidosas, pouco depois do início da ditatura militar. Depois de 38 anos, em 4 de julho de 2014 foram condenados à prisão perpétua dois altos oficiais pelo homicídio do Bispo. Durante décadas, as autoridades afirmavam que a sua morte tinha sido acidental. Em 2015, foi aberta a fase diocesana de sua causa de beatificação. (Vedi Fides 29/07/2016)
(CE) (Agência Fides, 02/08/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network