AMÉRICA/REPÚBLICA DOMINICANA - Mobilização pacífica da Igreja contra a OEA e as suas políticas

Terça, 7 Junho 2016 política   direitos humanos   democracia  

República Dominicana, sede da Assembleia OEA 2016

Santo Domingo (Agência Fides) – Em vista da 46° Assembleia da Organização dos Estados Americanos (OEA) sobre o tema "Construção da capacidade institucional para o desenvolvimento sustentável na América", que se realizará no país de 13 a 15 deste mês, a Igreja Católica local organizou uma série de protestos pacíficos contra este organismo. A nota enviada a Fides por uma fonte local afirma que, para a Igreja, a OEA se deixou influenciar nos últimos anos por setores que promovem o aborto e apoiam leis que ameaçam a tradição e o patrimônio do país, a família e a liberdade religiosa.
"A OEA faz votos de que o nosso país assine acordos que comprometem a nossa liberdade como nação, porque além de pedir mudanças nas nossas leis, pretende que a Corte Interamericana dos Direitos Humanos tenha autoridade sobre nossos tribunais", disse Dom Amancio Escapa Aparicio, O.C.D., Bispo Auxiliar do Arquidiocese de Santo Domingo, depois da celebração da Missa na Catedral no domingo, 5 de junho.
Durante a celebração jubilar para os sacerdotes, em 3 de junho, da qual participaram quase todos os sacerdotes da Arquidiocese, Dom Escapa anunciou os protestos organizados, com a recomendação de estender o convite a todas as paróquias da capital.
Antes do início da Assembleia da OEA, em que se prevê a presença dos representantes de 35 países, a Arquidiocese programou uma manifestação que se concluirá diante do Centro de Congressos do Ministério das Relações Exteriores, justamente onde se realizará a reunião.
(CE) (Agência Fides, 07/06/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network