OCEANIA/AUSTRÁLIA - O testemunho de duas missionárias engajadas na Jamaica: histórias de crimes e violências

Sábado, 4 Outubro 2014

Sidney (Agência Fides) – Duas irmãs missionárias Maristas estão engajadas em uma viagem de seis semanas à Austrália para compartilhar com a população local histórias de violência, droga e crime que afligem a Jamaica. São as irmãs Teresia Tinanisolo, das ilhas Fiji, e a australiana irmã Anne Quinn. Ambas hóspedes da Catholic Mission Australia, elas estão visitando as dioceses do país, falando do grave flagelo que muitas famílias jamaicanas estão vivendo e da ajuda prática e espiritual que lhes levam. A visita é uma das iniciativas da campanha do mês missionário 2014 (veja Fides 2/10/2014).
“Não é raro que de manhã cedo se ouçam tiros de revolver”, conta irmã Teresia, que mora e trabalha no perigoso subúrbio que costeia a praia de Mount Salem. “As crianças não têm modelos para imitar, são simples espectadoras da violência que as circunda. Estamos tentando formá-las e reforçá-las, para que adquiram um mínimo de autoconfiança”. Nascida nas ilhas Fiji, irmã Teresia trabalha na Jamaica há cerca de 20 anos e atualmente é administrador do Holy Family Self Help Centre. O Centro ensina aos jovens competências cruciais para encontrar um emprego no crescente setor do turismo na Jamaica.
Irmã Anne é reitora da St Anne’s Primary School de Kingston, a capital. O Diretor nacional da Catholic Mission, Martin Teulan, declarou: “A realidade da Jamaica que nos estão apresentando é completamente diferente e distante da nossa idéia de paraíso tropical freqüentado por navios de cruzeiros. O itinerário de Irmã Teresia começou em Brisbane e prosseguirá nas paróquias de Wollongong, Sydney, Adelaide e Perth. Enquanto Irmã Anne visitará Brisbane, Dubbo, Bathurst, Wilcannia e Forbes antes de ir a seu estado de origem, Victoria, com paradas em Melbourne, Sale, Sandhurst e Ballarat. (AP) (4/10/2014 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network