http://www.fides.org

News

2014-07-31

AMÉRICA/MÉXICO - Os Bispos: "Reagrupamento familiar para as crianças imigrantes"

Cidade do México (Agência Fides) - É urgente considerar o conceito jurídico de "reagrupamento familiar" para as crianças imigrantes que, da América Central e da América do Sul cruzam as fronteiras dos Estados Unidos em busca de uma vida melhor e já têm os pais residentes nos Estados EUA: foi o que pediram os Bispos mexicanos durante a visita do governador da Califórnia (EUA), Edmund G. Brown, de quatro dias ao México.
Conforme relatado numa nota enviada à Fides pela Conferência Episcopal Mexicana (CEM), o governador Brown dedicou o segundo dia de sua visita para se reunir com os bispos mexicanos e outros bispos provenientes dos Estados Unidos e El Salvador para tratar o problema de crianças detidas na fronteira. O fenômeno é agora considerado uma emergência humanitária na região (veja Fides 24/07/2014). "Uma das principais razões – que provocaram de outubro até hoje a migração de mais de 57 mil crianças centro-americanas sem documentos para os Estados Unidos - é a informação falsa sobre uma reforma iminente da imigração", explica a nota dos Bispos, afirmando que este argumento é usado por traficantes de seres humanos para levar e abandonar na fronteira centenas de crianças. O bispo mexicano Dom Guillermo Rodrigo Teodoro Ortiz Mondragón, da Diocese de Cuautitlan e responsável pela Comissão para a Mobilidade Humana da Conferência Episcopal Mexicana, forneceu à Agência Fides mais informações: o Governador da Califórnia lamentou a situação de impasse em que se encontra o Congresso dos EUA sobre a reforma da imigração, o que poderia abrir o caminho para a cidadania para 11 milhões de imigrantes sem documentos que vivem, estudam e trabalham naquele país.
Os bispos, junto com o governador, concordaram em lançar e apoiar campanhas de informação sobre as leis reais de imigração em vigor nos Estados Unidos, e ao mesmo tempo considerar a possibilidade de legalizar o "reagrupamento familiar" para as crianças detidas na fronteira que têm os pais nos Estados Unidos.
A Califórnia partilha com o México uma fronteira de 225 quilômetros, a cada dia atravessada legalmente por milhares de pessoas e mercadorias, especialmente na passagem entre Tijuana (México) e San Diego (Estados Unidos). Nesta mesma área foram descobertos vários túneis subterrâneos para a passagem de imigrantes clandestinos e para o tráfico de drogas. (CE) (Agência Fides, 31/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network