http://www.fides.org

News

2014-07-15

AMÉRICA/MÉXICO - “Os menores migrantes não são intrusos ou invasores”: apelo de Dom Aguilar

Tehuacán (Agência Fides) – O Bispo da Diocese Tehuacán (Puebla, Messico), Dom Rodrigo Aguilar Martínez, fez um apelo a toda a comunidade diocesana, sacerdotes em suas paróquias, leigos, empresas e organizações sociais, para que deem apoio aos migrantes que passam através desta região. Tehuacán se encontra a 200 km ao sul de Cidade do México.
A nota enviada a Fides pela diocese refere que Dom Aguilar Martinez recordou a todos que “os migrantes nos dizem respeito, mas não negativamente, porque são também mão de obra para o trabalho”. A Igreja convida a considerá-los como refugiados políticos, porque têm seus direitos. Então “não podemos ver os migrantes, em particular as crianças, como intrusos ou invasores, e desprezá-los”. Dom Aguilar sublinha que este problema não é recente e assinala outro grave aspecto: as crianças estadunidenses que não podem voltar aos seus países porque seus pais foram expulsos. Cita a última edição do jornal da Arquidiocese de Cidade do México, “Desde la Fe”, que apresenta o recente censo "Población y Vivienda" (de 2010), do qual resulta que vivem no México cerca de 700 mil crianças reconhecidas cidadãs dos Estados Unos pois nasceram lá, mas os pais são mexicanos e foram expulsos porque não tinham documentos ou por outros motivos. Sabe-se oficialmente que 53 crianças a cada dia atravessam o país correndo risco.
Dom Aguilar Martinez disse que não sabe o número exato de migrantes presentes em sua diocese, mas todos sabem que a situação se tornou um problema humano que deve ser resolvido e que envolve diretamente todas as instituições. Assinalou também a presença no México do Secretário de Estado, Cardeal Parolin (veja Fides 14/07/2014), que participa de um encontro internacional sobre este grave problema. (CE) (Agência Fides, 15/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network