http://www.fides.org

News

2014-06-17

ÁSIA/SÍRIA - Aleppo ainda sem água, igrejas reativam os poços

Aleppo (Agência Fides) – Há dois dias a cidade de Aleppo se encontra novamente sem água. A suspensão repetida de abastecimento de água nas últimas semanas tornou-se um instrumento de pressão nas mãos de milícias rebeldes que circundam a metrópole do norte da Síria e que mantêm sob seu controle as estações de bombeamento. Periodicamente, e não obstante as intervenções de sensibilização e mediação implementadas pelos operadores da Cruz Vermelha e pelo Crescente Vermelho, o abastecimento de água é suspenso e durante dias a população civil sofre mais uma punição coletiva, ainda mais avassaladora nos meses quentes de verão. "Em nossas igrejas e mesquitas", disse à Agência Fides o Arcebispo armênio católico Boutros Marayati, “para atender a situação de emergência reativamos antigos poços que fornecem acesso a águas subterrâneas. As famílias vêm buscar água para se lavar e limpar suas roupas”. Acontece também que a mesma água seja usada para beber, embora não seja potável. Isso aumenta o risco de infecções e epidemias.
Nos últimos dias, Dom Marayati foi junto com o bispo ortodoxo de Aleppo visitar o bairro de al-Maidan, habitado por um grande número de armênios e submetido há semanas a um lançamento maciço de foguetes por parte dos rebeldes. "Encontramos casas e escolas destruídas" disse à Agência Fides o Arcebispo, "e muitas pessoas refugiadas em igrejas, que também são alvos. Todos são tomados pela necessidade de sobrevivência cotidiana. A isso se acresenta a inquietação por causa das notícias que chegam do exterior, como a conquista da cidade iraquiana de Mossul por islamitas. Que uma cidade tão grande possa cair desta maneira, de um dia para o outro, aqui para nós isso é visto como um sinal preocupante". (GV) (Agência Fides 17/6/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network