http://www.fides.org

News

2014-06-16

EUROPA/PORTUGAL - O Card. Filoni encerra as celebrações jubilares dos 500 anos da diocese de Funchal

Funchal (Agência Fides) – “Como o amor trinitário de Deus, também o amor eclesial deve sair de si mesmo e doar-se aos outros. Em primeiro lugar, àqueles que não conhecem o amor de Deus, ou dele se encontram afastados, ou não se sentem humanamente dignos de serem amados, porque se sentem pecadores. Este é o vosso programa e o compromisso para os quais Jesus chama hoje a Igreja no Funchal!”. É a exortação que o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, dirigiu à diocese de Funchal, no arquipélago português de Madeira, onde, como Enviado Especial do Santo Padre Francisco, presidiu a celebração conclusiva do quinto centenário de sua criação. A celebração se realizou domingo, 15 de junho, solenidade da Santíssima Trindade, no ápice da Assembleia Diocesana Jubilar convocada no estádio “dos Barreiros” (veja Fides 11/6/2014).
Na homilia, o Card. Filoni expressou a gratidão da Congregação para a Evangelização dos Povos por esta Igreja local pela significativa contribuição dada à obra missionária, “por ter ajudado e apoiado milhares de missionários que passaram nestas ilhas antes do grande salto, com os navios da época, para a América, África e Ásia!”. “Fazendo uma análise histórica e pastoral – prosseguiu o Cardeal - Funchal desempenhou, naqueles tempos heróicos das missões, a importante tarefa, como escreveu o Papa Leão X na sua Bula de instituição da Diocese... em apoio à acção missionária da Igreja para as novas Terras”.
Neste contexto, insere-se oportunamente o plano pastoral, que no triénio 2011-2014 preparou a celebração jubilar com o tema “Diocese, Igreja em Missão”, revitalizando suas raízes missionárias com o objetivo de construir “Comunidades cristãs vivas e apostólicas”.
“Este aspecto da missionariedade da Igreja, como sabeis, é muito caro ao Papa Francisco – sublinhou o Prefeito do Dicastério Missionário - , que o faz objeto de reflexão e de contínua exortação e encontrou a sua expressão mais ampla e articulada na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium. O programa da diocese de Funchal, portanto, “não é apenas em sintonia coma visão do Papa sobre a Igreja de hoje, mas também projeta a vida desta Diocese para uma nova dinâmica” acrescentou o Card. Filoni, evidenciando o compromisso “de reavivar o espírito missionário, que tão significativamente a distinguiu desde o início da sua criação”. “Não há nada mais significativo na vida de um cristão e de uma Igreja – acrescentou - do que a sua própria vocação missionária. Porém, é necessário um novo e forte impulso não só nos métodos, mas também no ardor evangelizador, como bem costumava dizer o Santo Papa João Paulo II”.
Enfim, o Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos recordou: “Para que o referido impulso possa ter efeito, é necessário também que cada cristão tenha uma fé profunda e que ame a sua fé; que dê um testemunho coerente numa sociedade multicultural em crise de valores morais e espirituais, em particular esta, caracterizada pelo fenômeno do turismo e pelas migrações”. O primeiro ambiente social em que é necessário reavivar a fé é o da família, indicou o Cardeal, para combater a atual tendência a debilitá-la e destruí-la. “Fidelidade, perseverança e fecundidade”, estes são os pilares de uma família que tem o seu fundamento em Cristo”. (SL) (Agência Fides 16/06/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network