http://www.fides.org

News

2014-01-07

ÁSIA/SÍRIA - Batalha entre facções islâmicas em Raqqa

Raqqa (Agência Fides) - O confronto entre as diferentes facções islamitas que se opõem ao regime de Assad se tornou uma guerra aberta em Raqqa , cidade onde ele foi sequestrado há cinco meses o jesuíta italiano Paolo Dall'Oglio. Nos últimos dias, vários grupos armados de matriz islâmica se uniram para atacar os jihadistas do " Estado islâmico do Iraque e do Levante" ( ISIL ), grupo que nos últimos meses tinha realmente assumido o controle da cidade, concentrando-se na criação de um califado islâmico e também organizou ações simbólicas, como a queima de Bíblias e livros cristãos . Segundo fontes locais, o que marcou o enfraquecimento do ISIL teria sido a divisão entre os militantes locais da facção e aqueles que vieram do exterior. O choque entre as facções islâmicas teriam levado também à libertação dos cinquenta militantes anti-Assad que eram mantidos na prisão em Raqqa pelo ISIL, conforme documentado em vários vídeos postados no Youtube.
Pe. Paulo Dall'Oglio tinha chegado a Raqqa no final de julho do ano passado, quando na cidade controlada pelos rebeldes estavam presentes pelo menos três forças em conflito aberto entre si. Entre 29 de julho e 5 de agosto, dia de seu desaparecimento, houve confrontos violentos na área, com mortos e feridos, entre guerrilheiros do Free Syrian Army (FSA) e membros de grupos islâmicos, sinal das tensões já existentes entre as facções anti-regime. Segundo as hipóteses mais críveis, o jesuíta teria sido seqüestrado por militantes do ISIL só porque era visto por eles como um "aliado" do FSA. (GV) (Agência Fides 7/1/2014).

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network