ÁSIA/SÍRIA - O Arcebispo Nassar: "Em Damasco, os refugiados palestinos forçados ao êxodo, como a Sagrada Família"

Terça, 8 Janeiro 2013

Damasco (Agência Fides) - Nestes dias do tempo de Natal "não é incomum ver famílias palestinas vagando pelas ruas de Damasco. Os pais com os filhos nos braços, acompanhados de outros filhos maiores que carregam consigo pacotes e bagagens. Lágrimas nos olhos das mulheres, raiva nos olhos dos homens, tristeza nos olhos das crianças". Numa mensagem enviada à Agência Fides, o Arcebispo de Damasco dos Maronitas, Samir Nassar, descreve a dupla tragédia dos refugiados palestinos oprimidos pela guerra civil Síria, comparando seu doloroso vagar ao vivido por Jesus, Maria e José. "Milhares de palestinos - disse o Arcebispo – tiveram de deixar os campos em que viveram desde 1948". Alguns tentam chegar ao Líbano, mas para a maior parte, o segundo êxodo se transforma logo em angustiada procura de qualquer refúgio de emergência nos centros urbanos, a partir de Damasco.
Na desolação do momento, o Arcebispo Nassar descreve com profunda gratidão a chegada à capital síria do novo Patriarca greco-ortodoxo Ioann X Yazigi: "num tempo em que todos estão deixando a cidade, o novo Patriarca greco-ortodoxo Yohanna X chegou a Damasco em 20 de dezembro, dia da festa de Santo Inácio de Antioquia, do qual ele é sucessor. Os sons de sinos se misturaram com as explosões de bombas". Em meio a esses sinais contraditórios, o Patriarca – ressalta Dom Nassar - "correu para ficar em meio ao seu povo que vive no tumulto há 22 meses para confirmar a sua fé, a sua missão, a sua identidade e testemunho, convidando no tempo de Natal todos ao perdão, reconciliação e diálogo, únicos instrumentos de paz num país dilacerado pela violência". (GV) (Agência Fides 8/1/2013)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network