http://www.fides.org

Europa

2012-10-30

EUROPA/PORTUGAL - Organizações católicas denunciam retrocesso social e o aumento da pobreza

Lisboa (Agência Fides) - "Constatamos que existe neste momento um enorme retrocesso social que afeta de maneira especial as pessoas mais desprotegidas, com menor capacidade de defesa, levando a um aumento da pobreza, da precariedade, da violência e de outros problemas sociais", se lê no comunicado dos Movimentos Operários Católicos, publicado pela Agência Ecclesia, cuja cópia foi enviada à Agência Fides. A Associação dos operários católicos e da Juventude Católica de Portugal definiram, numa declaração oficial conjunta, como "grande retrocesso social" a proposta de orçamento do Estado apresentada pelo governo para 2013. O movimento Liga dos Operários Católicos (LOC), o Movimento dos trabalhadores cristãos (MTC) e o Movimento Juventude Operária Católica (JOC) falam de "injustiças" na proposta do governo.
O documento critica também a redução dos vários benefícios sociais: "É evidente a clara desvalorização do trabalho humano e do desprezo pelos direitos laborais". "Estas opções atacam violentamente os rendimentos do trabalho e os cidadãos mais pobres; mostram incapacidade para combater a corrupção, a fraude fiscal e a promiscuidade entre interesses privados e serviços públicos; revelam irresponsabilidade no financiamento tendencioso da banca". A nota conclui: " A todos nós, jovens, adultos, idosos e crianças cabe-nos, pois, estar atentos à realidade, repensar os valores com os quais queremos construir a sociedade e agir coerentemente". (CE) (Agência Fides, 30/10/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network