AMÉRICA/VENEZUELA - A dor dos Bispos pela explosão na refinaria de Amuay, que causou 41 mortos

Segunda, 27 Agosto 2012

Caracas (Agência Fides) – A Presidência da Conferência Episcopal Venezuelana manifestou a “profunda dor” de todo o episcopado pelos trágicos acontecimentos ocorridos na madrugada de sábado, 25 de agosto, na refinaria de Amuay, “episódios que jogam no luto e entristecem todo o povo venezuelano e, de modo especial, os habitantes do estado de Falcón”, que se encontra na região noroeste do país. A gigantesca explosão foi seguida por um incêndio colossal e ocorreu após uma fuga de gás no equipamento de refinação, um dos maiores do mundo. Segundo o último balanço, o acidente causou 41 mortos (inclusive três crianças) e dezenas de feridos, dos quais alguns estão em condições muito graves, com sérias queimaduras. Um comunicado do Governo indica que a maior parte das vítimas eram membros da Guarda Nacional e seus familiares, que estavam no complexo do Destacamento 44, ao qual a proteção da refinaria é confiada.
“Como Pastores da Igreja – prossegue o comunicado – desejamos que nossa palavra de consolo e solidariedade cristã chegue a todas as pessoas atingidas por este deplorável acidente. Que a fé em Jesus Cristo, Senhor da vida, doutor das almas e dos corpos, os sustente em sua dor e lhes conceda a paz que solo Ele pode oferecer. Estejam certos de que as orações e o afeto de todos os católicos da Venezuela estão com vocês neste momento”. O comunicado se encerra com o auspício que “o Senhor conceda que momentos dolorosos como este ajudem a crescer na fraternidade e no espírito de colaboração todos os venezuelanos”. (SL) (Agência Fides 27/08/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network