http://www.fides.org

Europa

2003-11-29

EUROPA/ITÁLIA - 30 DE NOVEMBRO, DIA CONTRA A PENA DE MORTE: 111 CIDADES EM TODO O MUNDO VÃO ILUMINAR SEUS MONUMENTOS PARA REAFIRMAR A CULTURA DA VIDA

Roma (Agência Fides) – “É um grande movimento de sensibilização contra a pena de morte: este apoio internacional nos ajuda a levar adiante o nosso trabalho. Estar em Roma para este Dia nos infunde coragem e esperança.” São palavras à Agência Fides do norte-americano David Atwood, Diretor do Texas Coalition Against the Death Penalty, que se encontra na capital italiana para participar da manifestação “No justice without life – Cidades pela vida, cidades contra a pena de morte”, organizada no dia 30 de novembro pela Comunidade italiana de Santo Egídio, com o apoio das principais associações em defesa dos direitos humanos, membros da World Coalition Against the Death Penalty.
No dia 30 de novembro, 111 cidades de todo o mundo, entre as quais Roma, Bruxelas, Barcelona, Buenos Aires, Viena, Paris, Estocolmo, Santiago do Chile, iluminam seus monumentos mais simbólicos para dizer “Não” à pena de morte. “A luz que veremos do Coliseu e nas praças de muitas outras cidades do mundo – explica Atwood a Fides – será um grande sinal de esperança. Cada vez mais, as pessoas adquirem a consciência de que é possível viver em uma sociedade justa, sem a pena capital. É o que queremos dizer ao nosso país, os Estados Unidos: a pena de morte não é necessária, não é um bom instrumento, nega a cultura da vida.”
A campanha contra a pena de morte prossegue em nível internacional: “Pedimos uma resolução da Assembléia Geral das Nações Unidas contra a pena de morte, como a realizada pela Comissão da ONU para os Direitos Humanos. Eventos como este Dia podem ajudar no processo de conscientização em nível mundial e no lobbying internacional”.
O apelo por uma moratória universal das execuções, lançado pela Comunidade de Santo Egídio, recolheu quase 5 milhões de assinaturas. Recentemente, a moratória foi aceita no Chile, Sérvia e Montenegro e Armênia. Nos Estados Unidos, foi registrada uma flexão das execuções. Na China, por outro lado, as execuções capitais aumentaram sensivelmente.
O evento mundial “Cidades pela Vida - Cidades contra a Pena de Morte” foi celebrada pela primeira vez em 30 de novembro de 2002, no aniversário da primeira abolição da pena de morte em um Estado europeu, o Grão-ducado da Toscana, em 1786. (PA) (Agência Fides 29/11/2003 Linhas 36 Palavras 387)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network