http://www.fides.org

Asia

2003-11-26

ÁSIA/TURQUIA - NOS DIAS DE FESTA DEPOIS DO RAMADÃ, APESAR DO MEDO, SAEM VITORIOSOS O DIÁLOGO E A CONVIVÊNCIA ENTRE FAMÍLIAS DE DIFERENTES RELIGIÕES

Antióquia (Agência Fides) – Nos primeiros dias depois do fim do Ramadã, a cidade de Antióquia, conhecida na Turquia como a cidade da paz e da comunhão entre as religiões, o medo deu lugar a numerosas iniciativas de diálogo e compartilha entre as diversas comunidades religiosas.
Na cidade, o fundamentalismo fica restrito a um pequenos grupo de militantes, e a maioria da população turca, muçulmana, judia e cristã, é pacífica e tolerante. Fontes locais da Fides afirmam que no dias passados, em Atióquia, foi realizada uma manifestação silenciosa pela paz, que uniu, em sinal de luto, sindicatos, organizações não-governamentais, fiéis de todas as religiões, milhares de jovens, idosos, mulheres, trabalhadores e crianças: uma multidão composta e compacta desfilou silenciosamente para reiterar sua rejeição a qualquer ato de violência terrorista.
De acordo com a tradição, na semana de férias prevista no calendário turco depois do Ramadã, os turcos visitam locais significativos de fé. A afluência a Antióquia é alta: a chegada de numerosos grupos e de famílias turcas provenientes das grandes cidades demonstra que muitos superaram o medo de se deslocar.
Aos poucos, as famílias saíram de suas casas e foram aos mercados para comprar os alimentos indispensáveis para o tradicional almoço, os presentes para as crianças e, sobretudo, os doces, que não podem faltar nesses dias de “Seker Bayram” (a chamada “festa do açúcar”). Esta festa reúne as famílias em uma clima de alegria e compartilha e, em muitos casos, são ocasiões que envolvem pessoas de outras religiões: “É neste momento de medo e fragilidade que todos se unem em torno do único Senhor do Céu e da Terra”, afirma à Agência Fides uma católica que vive em Antióquia. “Hoje, os homens e mulheres de fé na Turquia acreditam e esperam na paz fundada sobre a oração, sobre uma relação íntima com Deus, sobre a verdade e a justiça. Esta é a face que a população turca quer mostrar neste momentos de trevas que obscurecem a humanidade em numerosos locais do Oriente Médio e do mundo.”
Antióquia é a cidade onde, pela primeira vez, os discípulos de Jesus foram chamados “cristãos”, um centro de propulsão apostólica nos primeiros anos da Igreja e local considerado, pela tradição, a primeira sede episcopal do Apóstolo Pedro.
(PA) (Agência Fides 26/11/2003 Linhas 33 Palavras 408)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network