http://www.fides.org

America

2003-11-22

AMÉRICA/COLÔMBIA - NÃO SE PLACA A VIOLÊNCIA CONTRA A IGREJA: ENCONTRADO O CORPO DE UM SACERDOTE SEQUESTRADO; SETE MISSIONÁRIOS, SEQUESTRADOS POR ALGUMAS HORAS, SÃO ASSALTADOS

São Vicente del Caguàn (Agência Fides) – Estão bem e voltaram para sua missão, mas viveram momentos de grande medo os sete missionários do Instituto Missionário São João Eudes, sequestrados no sul da Colômbia. Os missionários permaneceram algumas horas como reféns de delinquentes, drogados e bêbados, que humilharam e roubaram os missionários e em seguida os libertaram. O episódio ocorreu no sábado, dia 15 de novembro, mas somente agora se tornou público através da Agência Fides, quando os padres voltaram sãos e salvos à missão em Tagua.
Um outro sequestro terminou em tragédia: foi encontrado no dia 21 de novembro, o corpo padre Jose Rubin Rodrigues, 51 anos, pároco de La Salina (Casanare), na província de Arauca. O sacerdote tinha sido sequetrado por homens armados no dia 14 de novembro, enquanto viajava para encontrar uma família na zona rural de Tame. Segundo a polícia, os sequestradores pertenceriam às FARC.
O sul da Colômbia, local dos sequestros dos missionários, é conhecido pelas plantações de cocaína, pelo tráfico de drogas, pela presença da guerrilha e de paramilitares e pelas contínuas emboscadas. Os sacerdotes pe. Ariel Alvarez e pe .Said Caselles, junto aos irmãos religiosos Yobany, Jaime, Oswaldo, Cristo e Mariano, estavam indo a S. Vicente del Caguan para participar da assembléia anual do Vicariato de S. Vicente com o Bispo e o Superior geral do Instituto.
Quando partiram no sábado, dia 15, às 5h da manhã, da paróquia de Tagua, depois de quatro horas de viagem foram parados por delinquentes. Os seis, bêbados e drogados, os detiveram por três horas na floresta. “Foram momentos de medo – afirma à Agência Fides padre Efrain Mora, Superior dos missionários na Itália. Os missionários foram maltratados fisicamente e moralmente.
Os deliquentes roubaram tudo o que os missionários levavam, inclusive cerca de 3 mil dólares, que seriam usados para organizar a primeira comunhão de 400 crianças da missão, cerimônia que será realizada no dia 8 de dezembro na paroquia de Tagua.
A Colômbia vive em estado de guerra civil há 39 anos. Segundo a Conferência Episcopal Colombiana, 58 católicos, entre Bispos, sacerdotes, irmãs e leigos, foram assassinados nos últimos anos no país.
O Instituto Missionário São João Eudes é uma sociedade de vida apostólica de Direito diocesano, nascido na diocese de Ocana, na Colômbia, com o específico carisma da missão ad gentes. O Instituto, presente na Colômbia, Peru e Itália, conta 16 sacerdotes e 105 irmãos. Na Colômbia, encontram-se 10 sacerdotes e 80 irmãos.
(PA) (Agência Fides 22/1172003 Linhas 35 Palavras 373)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network