http://www.fides.org

Asia

2003-05-21

ÁSIA/ÍNDIA - UMA ESCOLA PARA 5.000 RAPAZES: UM INSTITUTO DE INFORMÁTICA PARA 3.000 JOVENS: UMA CASA PARA LEPROSOS, UM HOSPITAL COM 300 DOENTES E A ESCOLA PARA ENFERMEIROS: A HERANÇA DE PADRE GERARDO, FRADE DESAPARECIDO APÓS 50 ANOS DE MISSÃO NA ÍNDIA.

Lucknow (Agência Fides) – A escola do “Sagrado coração” freqüentada por mais de 5.000 alunos; um instituto de informática que oferece formação de alto nível tecnológico a mais de 3.000 jovens; um hospital com 300 leitos, que compreende também uma escola para enfermeiros e um leprosário, onde trabalham 50 freiras. É esta a herança deixada pelo missionário capuchinho, Pe. Geraldo Pierazzini, morto recentemente aos 83 anos, o último missionário italiano na cidade de Lucknow, no estado de uttar Pradesh, Índia setentrional.
O capuchinho havia deixado a Bologna ha 50 anos atrás. Os bispos indianos o recordam como pioneiro em muitos campos: foi o primeiro missionário da diocese a construir um hospital na cidadezinha de Katirabad com o nome de “Bispo Corrado De Vito” em homenagem a este frade capuchinho, primeiro bispo de Lucknow.
Padre Ivano Puccetti, Secretário das missões da província capuchinha de Bologna, o define como “um missionário modelo antigo, um frei combatente”. Era muito pobre, mas efervescente nas idéias, sempre inquieto no querer realizar grandes coisas para o reino de deus”.
As missões dos frades capuchinhos estão espalhadas nos cinco continentes. Em todas as missões existem conventos, centros de formação e recreação, paróquias, escolas, estruturas sociais, hospitais, centros de acolhimento. Numerosas também são as revistas que contam as experiências missionárias, como as italianas Continenti e Missioni Francescane.
As Constituições Gerais da Ordem dos Frades Capuchinhos afirmam que os freis missionários – segundo o pensamento de São Francisco – podem viver entre os não cristãos em dois modos: dando testemunho da vida evangélica com grande confiança e caridade, submetidas a todos por amor de Deus; anunciando abertamente aos não crentes a palavra de salvação. “É quanto realizou plenamente padre Perazzini”, dizem os sacerdotes indianos que o conheceram e que hoje herdarão a gestão das obras sociais por ele construídas.(PA) (Agência Fides 21/5/2003 – linhas: 29; palavras: 342)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network