http://www.fides.org

Africa

2003-11-20

ÁFRICA/R.D. DO CONGO - “O INSTITUTO SUPERIOR CARMELITANO “BEM-AVENTURADO ISIDORO BAKANJA” DE BUKAVU É A NOSSA PRIMEIRA URGÊNCIA MISSIONÁRIA”, AFIRMAM OS PADRES CARMELITANOS

Bukavu (Agência Fides)- Foi criado um novo instituto de filosofia em Bukavu, leste da República Democrática do Congo, na fronteira com Ruanda. Trata-se do Instituto Superior Carmelitano “Bem-aventurado Isidoro Bakanja”, que agora pretende se afiliar à Universidade Urbaniana de Roma, e que se tornou uma realidade que envolve as outras congregações religiosas que atuam na região. No “Bem-aventurado Isidoro Bakanja”, estudam, de fato, Padres Brancos, Palotinos, Trapistas, Xaverianos, Caracciolini e membros da congregação local, chamada “O Pão da Vida”. Está previsto, em um futuro próximo, que outras congregações religiosas enviem seus estudantes. As lições do Instituto são frequantadas também pelos Padres Rogacionistas de Cyangugu (Ruanda), que percorrem todos os dias o breve trajeto alám das fronteiras ruandesas.
A criação do Instituto tornou-se possível graças aos fundos arrecadados por Pe. Miguel Gutierrez, na Espanha, e por Pe. Daniel Tailleu, na Bélgica (ex-Delegado geral para o Congo) e graças à disponibilidade de alguns missionários que atuaram no país, que se ofereceram para formar o corpo docente. O ano acadêmico teve inicio no dia 1º de novembro, em duas sedes provisórias, uma nos Padre Brancos e outra na sede dos Xaverianos, na expectativa de que a sede definitiva seja concluída. Faltam ainda os implantes, as instalações e os móveis, além do material informático.
A construção completa prevê três salas, quatro oficinas, uma sala para os professores, uma sala de informática e um auditório para as conferências e as reuniões acadêmicas. Para um segundo momento, está prevista a construção dos dormitórios, o convento com a capela e a biblioteca da comunidade carmelitana, que deverá abandonar a casa “S. José da Cruz” porque se encontra em uma colina sujeita à erosão. A erosão já destruiu o Centro Interdiocesano e o noviciado das Carmelitanas.
Em comunicado que chegou à Agência Fides, os Padres Carmelitanos escrevem: “O projeto de Bukavu é um grande desafio para o Carmelo na África. O Padre geral o considera como a nossa primeira urgência missionária para a consolidação do Carmelo no continente. A Ordem terá, assim, enfrentado com dignidade um empenho que para nós significa honra, mas também responsabilidade e confiança para conosco.” (L.M.) (Agência Fides 20/11/2003, Linhas 31 Palavras 384)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network