http://www.fides.org

Africa

2003-11-07

ÁFRICA/MOÇAMBIQUE - DIANTE DO DRAMA DAS MINAS, UM GRUPO DE PESQUISADORES BELGA APOSTA NA UTILIZAÇÃO DE RATOS

Roma (Agência Fides) – Um grupo de pesquisa belga idealizou um audacioso projeto para resolver o problema das milhões de minas espalhadas nos países africanos. Segundo o jornal britânico The Guardian, na edição eletrônica desta sexta-feira, 7 de novembro de 2003, os pesquisadores belgas pretendem utilizar ratos adestrados para farejar o explosivo contido nas minas. Diversos exemplares de ratos gigantes foram treinados para este objetivo durante três anos, em um centro de pesquisa na Tanzânia. Na próxima semana, a pesquisa entrará na fase executiva e os animais serão usados para desativar minas em algumas regiões de Moçambique.
Segundo os pesquisadores, os ratos gigantes africanos são melhores farejadores do que os cães: são mais fáceis de adestrar, não se afeiçoam ao dono, são mais fáceis para transportar, e pesando menos do que os cães, têm menos possibilidades de ativar as minas.
Calcula-se que em Moçambique estejam espalhadas pelo menos 500 mil minas antipessoais, triste herança da guerra civil de 1976-1992. (L.M.) (Agência Fides 7/11/2003, linhas 17 palavras 185)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network