http://www.fides.org

Asia

2003-10-31

ÁSIA/BANGLADESH - CRISTÃOS E MUÇULAMANOS DE ACORDO COM O ENSINO DAS DIVERSAS RELIGIÕES NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE BANGLADESH, COMO MODO DE PROMOVER A HARMONIA E A TOLERÂNCIA

Dhaka (Agência Fides) – Introduzir nas escolas o ensino da religião, ilustrando a doutrina, símbolos, festas das maiores confissões presentes no país. Esta é a proposta do governo a dois especialistas no assunto, o sacerdote católico Padre Parimal Rozario e o professor muçulmano Kazi Nurul Islam. De acordo com os dois, o ensino da correta doutrina de fé e dos valores comuns a todas as religiões poderia facilitar as relações inter-religiosas já a partir do jovens, e constituir um modo para construir respeito recíproco e harmonia na sociedade.
A proposta foi feita durante um recente seminário realizado em Dhaka sobre o curriculum da educação nacional, do qual participaram 80 líderes religiosos cristãos, muçulmanos, hinduístas e budistas. Segundo Padre Rozario, algumas famosas festas como o Natal cristão, o Id-al-fitr muçulmano, ou o Puja hindú poderiam ser uma ocasião para falar de religião aos estudantes.
Kazi Nurul Islam, professor na Universidade de Dhaka, concordou sobre a oportunidade de inserir o estudo das religiões nas escolas, que deveria abordar todas as confissões religiosas, para dar aos jovens um conhecimento global e promover o sentido de tolerância. O professor muçulmano, que fez seu doutorado na Índia sobre hinduísmo, notou que a religião hindú lhe ensinou valores importantes e que, por meio do estudo desta religião, a sua fé islâmica tornou-se mais profunda.
O professor destacou como muitas pessoas conhecem pouco até mesmo da própria religião: todos os líderes presentes concordaram sobre o fato que um estudo comparado e um conhecimento recíproco aumentam a compreensão entre as comunidades religiosas e promovem a harmonia social.
Os relatores disseram que, em Bangladesh, os motivos de conflito na sociedade, e que dividem as comunidades, são a injustiça e a pobreza, mais do que a religião. “As religiões querem a paz, mas o fanatismo desvia os fiéis em direção ao ódio por outras religiões”, disse um líder muçulmano local.
88% dos 140 milhões de habitantes de Bangladesh são muçulmanos, os hinduístas são 10% enquanto os cristãos representam 0,4%.
(PA) (Agência Fides 31/10/2003 linhas 35 palavras 341)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network