http://www.fides.org

Africa

2003-10-20

ÁFRICA/MALAVI - SUPERADA A FASE AGUDA DE EMERGÊNCIA ALIMENTAR, AS CAMADAS MAIS POBRES DA POPULAÇÃO ESTÃO AINDA EM SITUAÇÃO DE RISCO. O EMPENHO DA IGREJA CATÓLICA

Lilongwe (Agência Fides) – Zâmbia e Malavi estão superando a fase mais aguda da gravíssima crise alimentar que continua a atingir diversos países da África. Segundo o Programa Alimentar Mundial (PAM), este ano a colheita de cereais foi 22 vezes maior do que a do ano passado. O notável melhoramento se deve a melhoria de condições climáticas e a uma extensiva distribuição de sementes e fertilizantes. O PAM continuou a fornecer ajudas alimentares aos camponeses entre os meses de março até junho, para não forçar os agricultores a consumirem o milho verde, que teria reduzido a colheita.
Mesmo que em Malavi não haja mais uma situação de crise alimentar aguda, centenas de milhares de pessoas mais pobres se encontram em condições de grave insegurança alimentar porque não podem comprar alimentos, nem mesmo aqueles subsidiados pelo governo.
A Igreja católica fornece ajuda às camadas mais pobres da população. Segundo fontes locais da Agência Fides, a primeira intervenção de socorro às populações civis foram feitas graças á igreja católica. No início da crise, a Caritas Internationalis e o pontifício Conselho Cor Unum pediram á Caritas de Zâmbia e Malavi para que elaborassem um pleno de emergência, com base no qual foram enviados pedidos de ajuda às Caritas nacionais em todo o mundo.
Graças à rede de paróquias e missões, os recursos conseguidos graças á solidariedade dos católicos de todo o mundo são distribuídas às populações em dificuldade.
(L.M) (20/10/2003 – linhas: 23; palavras: 259)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network