ÁFRICA/COSTA DO MARFIM - Invasão de um ex-combatente armado na Catedral de Bouaké

Sábado, 8 Abril 2017 bispos   violência  

Abidjan (Agência Fides) - Um ex-combatente desmobilizado invadiu a Catedral do Menino Jesus de Santa Teresa em Bouake, no centro da Costa do Marfim, ameaçando um padre que servia no lugar de culto.
O sacerdote, pe. Victorien, conseguiu se trancar num escritório, mas o homem tentou entrar e disparou um tiro na porta. Graças à chegada dos policiais o desequilibrado foi imobilizado e capturado.
O incidente ocorreu no final da manhã de 6 de abril, quando o homem invadiu a catedral com uma arma e exigiu parte dos 12 milhões de francos CFA que foram confiadas ao Arcebispo de Bouaké, Dom Paul Siméon Ahouana Djro, como Presidente da CONARIV, (Comissão Nacional pela Reconciliação e Indenização das Vítimas de Crises na Costa do Marfim). Este organismo substituiu em 2015 a antiga Comissão para o Diálogo, Verdade e Reconciliação, que tinha sido criticada por gastos excessivos e falta de resultados. O CONARIV está encarregado de terminar o trabalho da comissão anterior e compensar as vítimas da guerra civil de 2002 a 2011.
A guerra deixou um grande número de ex-combatentes desmobilizados que estão lutando para se adaptar à vida civil. Outros foram recrutados nas forças armadas regulares. Nos últimos meses, no entanto, várias unidades militares se amotinaram para aumentos de salários (ver Fides 19/01/2017), alimentando a sensação de insegurança que permeia o país, a tal ponto que, em janeiro, os Bispos denunciaram “um clima deletério que ameaça minar as conquistas feitas” (veja Fides 24/1/2017). (L. M.) (Agência Fides 8/4/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network