ÁSIA/CHINA - Um caminho quaresmal no signo do diálogo inter-religioso e da espiritualidade

Quinta, 30 Março 2017 igrejas locais   jovens   diálogo   espiritualidade  

Faith

Zheng Zhou (Agência Fides) – Um monge budista compartilha sua experiência de peregrino na Índia e a sua grande devoção pessoal por Santa Teresa de Calcutá e distribui aos jovens católicos chineses a medalha da Santa, abençoada no dia de sua canonização na Praça São Pedro: foi o que aconteceu durante o encontro inter-religioso na paróquia do Sagrado Coração da diocese de Zheng Zhou, na província de He Nan. A iniciativa faz parte do caminho quaresmal da paróquia, marcado pelo diálogo inter-religioso no Ano paroquial da espiritualidade. Segundo informações recebidas pela Fides, na noite de 25 de março o grupo juvenil da paróquia hospedou o monge Kuan Yan e seus discípulos para um ‘intercâmbio espiritual’, um encontro do coração para reforçar a amizade, para que os jovens possam melhorar-se e crescer espiritualmente” como explicou o pároco, pe. Liu Jiang Dong.
Com grande emoção, o monge descreveu a sua peregrinação à Índia e “a admiração pela Santa que dedicou tudo aos pobres”. Segundo o monge, “todas as religiões ensinam o bem, colocam a pessoa no centro, pregam a caridade, a misericórdia e a filantropia. Seja os monges budistas como os sacerdotes católicos entregam a vida e o futuro aos jovens, auspicando para eles uma vida espiritual sólida, marcada pela oração e por obras de caridade, para que os outros possam conhecer a religião”.
La paróquia do Sagrado Coração é uma comunidade muito ativa, com iniciativas para jovens (formação espiritual e profissional), catecismo, evangelização, serviço social (consultas médicas gratuitas) e obras de caridade (para idosos, deficientes e doentes). 2017 foi convocado como “Ano da Espiritualidade”, convidando todos a “abrir o coração à Igreja” e o segundo domingo da Quaresma foi dedicado especialmente aos jovens. Como destacou o pároco, “queremos viver em concreto uma vida comunitária harmônica, eliminando todos os obstáculos. Juntos queremos nos colocar a serviço da comunidade, da Igreja e da sociedade”.
(NZ) (Agência Fides 30/03/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network