ÁSIA/IÊMEN - Sistema de saúde em colapso: a cada10 minutos, morre uma criança

Terça, 28 Março 2017

Internet

Sana’a (Agência Fides) – Há dois anos da intensificação do conflito armado, os menores continuam sendo os mais vulneráveis no Iêmen (veja Fides 27/3/2017). A cada dez minutos, morre no país uma criança em consequência de doenças que podem ser prevenidas, como desnutrição, diarreia ou infecções respiratórias. Além disso, 144 crianças perdem a vida por dia por doenças que podem ser curadas. A guerra está provocando o colapso dos serviços mais básicos para as crianças. Somente no campo da saúde metade dos postos não estão funcionando, o que limita o aceso à assistência médica ao mínimo. A isto, soma-se a dramática situação econômica das famílias, que está forçando milhares de famílias a decidir se salvar os filhos doentes ou tentar proteger os mais saudáveis. As famílias se alimentam menos e optam por alimentos menos nutrientes e se privam de alguma refeição.
Cerca de meio milhão de crianças sofrem de desnutrição severa aguda, 200% a mais em relação a 2014, aumentando o risco de carestia. O número de pessoas extremamente pobres e vulneráveis subiu às estrelas. Cerca de 80% das famílias estão endividadas e pelo menos metade da população vive com menos de dois dólares por dia. O sistema de saúde do Iêmen está no limite do colapso: cerca de 15 milhões de homens, mulheres e crianças não têm acesso a cuidados médicos.
(AP) (28/3/2017 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network