ÁSIA/MONGÓLIA - Para o Ano novo lunar, penitência quaresmal adiada

Quarta, 1 Março 2017 quaresma   evangelização   festa   inculturação   igrejas locais   paz  

Ulaanbaatar (Agência Fides) - Um dos festivais mais antigos e mais importantes da cultura mongol é o "Tsagaan Sar", que literalmente significa "Lua Branca" e é repleto de simbolismos e ritos que se realizam nas famílias, como uma boa faxina em casa, os votos feitos por idosos, as orações para bons auspícios. A população mongol o comemora em coincidência com o novo Ano lunar, de 27 de fevereiro a 1º de março de 2017.
Como apurado pela Fides, a comunidade de cerca de mil batizados na Mongólia, plenamente integrada na cultural local, assume esta celebração incorporando-a na liturgia e dando-lhe um novo significado: nas primeiras horas de 27 de fevereiro, celebrou-se nas igrejas católicas na Mongólia uma Eucaristia especial, na aurora do novo ano, para confiar a Deus a vida de todos e rezar pela nação. O Prefeito Apostólico Wenceslao Padilla, acolhendo nestes dias em sua residência cristãos e não-cristãos para os tradicionais votos e saudações, difundiu uma mensagem para o ano novo afirmando: “Visto que a celebração da Lua branca marca o início da primavera e é considerada um novo início, rezemos pela paz e o bem-estar da nação. Que as bênçãos de Deus possam descer ao povo mongol neste dia especial”.
Em 2017 a celebração do novo ano lunar também coincide com o início da Quaresma, 1º de março, Quarta-feira de Cinzas. Por isso, a Igreja mongol decidiu oficialmente adiar para o primeiro domingo da Quaresma a imposição das cinzas e o bispo Padilla emitiu uma dispensa extraordinária do jejum e da abstinência quaresmal, visto que nos dias do festival a população tradicionalmente consuma uma grande quantidade de carne durante as visitas aos vizinhos.
Os fiéis da Mongólia participaram maciçamente da missa matutina, ao nascer do sol, e apreciaram muito esta modalidade de enculturação: “Aprecio o fato que a liturgia católica possa se harmonizar com as nossas tradições” declara à Fides Teresa, paroquiana da igreja de Santa Maria em Ulaanbaatar .
"Celebramos o Ano lunar. Como cristãos, sabemos que Deus é a fonte de todas as bênçãos e Jesus é o sol que nunca se põe. Caminhemos rumo a Ele. Rezemos para que suas bênçãos desçam sobre nós durante este novo ano”, disse o padre Mbumba Prosper, missionário congolês na Mongólia, em sua homilia na missa de Ano Novo na igreja da Divina Misericórdia em Erdenet. (PA –MP) (Agência Fides 1/3/2017)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network