ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - Declarado estado de emergência estado de Unity: 100.000 pessoas em risco de fome

Terça, 21 Fevereiro 2017

Juba (Agência Fides) – Mais de 100.000 pessoas correm risco de fome no estado de Unity, na região do Alto Nilo, Sudão do Sul. O estado de emergência alimentar foi declarado pelo governo de Juba e pelas agências especializadas das Nações Unidas: FAO, Children Fund, UNICEF e Programa Alimentar Mundial. A causa da penúria é atribuída “à guerra e ao colapso da economia”. A declaração formal de penúria significa que pessoas já estão morrendo de fome.
Nos últimos dias, foi lançado o alarme-fome no estado de Amadi (veja Fides 16/2/2017) enquanto a ONG Médicos com a África Cuamm constatou pelo menos 300 casos de cólera nas regiões de Yirol East e de Awerial (veja Fides 20/2/2017). Segundo a ONU se a guerra civil continuar, impedindo a chegada de ajudas humanitárias ao Sudão do Sul, mais de 5 milhões e meio de pessoas sofrerão fome até o mês de julho. (L.M.) (Agência Fides 21/2/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network