AMÉRICA/EL SALVADOR - Líderes religiosos pedem à ONU que faça mediação entre governo e bandos

Quinta, 26 Janeiro 2017 grupos armados   política   violência  

Celebração religiosa no cárcere

São Salvador (Agência Fides) – O Bispo luterano Medardo Gomez comunicou à imprensa que os líderes das Igrejas luteranas e evangélicas de El Salvador pedirão às Nações Unidas que faça a mediação entre o governo salvadorenho e os bandos, a fim de iniciar um "processo de paz" no país.
Disse ainda que estão em contato com o bando Mara Salvatrucha através dos familiares: “As famílias destes jovens frequentam nossas igrejas, pertencem às nossas comunidades cristãs, às nossas mães, esposas e famílias que nos garantiram seu apoio para obter este diálogo entre os bandos”.
Há poucos dias (veja Fides 16/01/2017 e 23/01/2017) Dom Rosa Chavez havia declarado que a Igreja católica está pronta a apoiar o diálogo entre autoridades e bandos somente se for solicitada a sua participação e se existirem condições favoráveis de confiança mútua, e sempre no âmbito das normas estabelecidas. Todavia, as autoridades do governo afirmam que não vão dialogar com os criminosos. O diretor da Polícia Nacional Civil, Howard Cotto, acrescentou que se trata apenas de uma estratégia, “uma estratégia criminosa dos bandos para que a mídia acredite que são vítimas, e não mandantes criminosos”.
Também o vice-presidente da República, Oscar Ortiz, disse o mesmo: "O governo não negocia com os bandos. O país tem apenas uma proposta para quem quer intimidar ou chantagear a população, e é desistir, renunciar ao crime. Não há outro caminho e o estado aplicará toda medida para vencer esta batalha, que poderá nos custar muito, mas a venceremos”.
(CE) (Agência Fides, 26/01/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network