ÁFRICA/ÁFRICA DO SUL - Relatório sobre a corrupção: pedida moção de veto ao governo do Presidente Zuma

Quinta, 3 Novembro 2016 corrupção  

Johannesburg (Agência Fides) – A oposição anunciou uma moção de veto ao Presidente sul-africano Zuma depois da publicação de um relatório oficial que denuncia “possíveis crimes de corrupção no poder do Estado”. O documento de 355 páginas, intitulado “A tomada de poder do Estado” foi redigido pelo ex-chefe da autoridade anticorrupção, Thuli Madonsela e se concentra nas relações entre o Presidente Zuma e a potente família Gupta.
Os Gupta, empresários de origem indiana estabelecidos na África do Sul na década de 90, mantêm diversas atividades nos campos da extração, transportes, mídia e indústria tecnológica.
O relatório, cuja publicação Zuma tentou em vão impedir, aponta suspeitas sobre a influência da família Gupta na nomeação de alguns ministros. Na época, o fato já foi estigmatizado pelos Bispos sul-africanos (veja Fides 18/3/2016).
Ontem, 2 de novembro, a expectativa do relatório gerou protestos nas ruas de Pretoria de ativistas do partido dos Combatentes para a Liberdade Econômica (Economic Freedom Fighters EFF) de Julius Malema e de outros milhares de simples cidadãos. (L.M.) (Agência Fides 3/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network