ÁFRICA/CONGO - “Libertem os prisioneiros políticos ainda não julgados regularmente”, pedem os Bispos

Quinta, 20 Outubro 2016 bispos   política  

Brazzaville (Agência Fides) - “Libertem os prisioneiros políticos que não foram regularmente condenados”: é o apelo dirigido pelos Bispos da República do Congo às autoridades nacionais na conclusão de sua 45a Assembleia Plenária .
Na declaração conclusiva, cujo texto foi recebido pela Agência Fides, afirma-se que “a detenção de líderes políticos, responsáveis de partidos, candidatos às eleições presidenciais e membros de equipes de campanhas eleitorais constitui um sofrimento irreparável não somente para as famílias, mas para todos os congoleses que amam a paz. Esta situação não nos pode deixar indiferentes. Nós, Bispos do Congo, no Ano do Jubileu extraordinário da Misericórdia, pedimos ao Presidente da República que liberte todos os prisioneiros políticos não julgados regularmente”.
Recordando os confrontos que se registram desde o final de setembro na região de Pool entre os militares e os milicianos do “Pastore Tumi”, como é conhecido Frédéric Bitsamou (veja Fides 6/10/2016), os Bispos lançam um apelo à paz. Dirigindo-se aos políticos, afirmam: “Nós lhes recordamos que o verdadeiro diálogo constrói a pedra angular de toda verdadeira democracia. Nós lhes pedimos vivamente que atuem pelo restabelecimento da paz no Congo em geral e em Pool de modo especial. Que o Estado assuma suas responsabilidades de garante da paz e da unidade nacional”. (L.M.) (Agência Fides 20/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network