ÁFRICA/RD CONGO - Seis mortos nos confrontos entre militares e adeptos de uma seita milenarista

Segunda, 17 Outubro 2016 sectarismos  

Kinshasa (Agência Fides) – O erro de um militar congolês provocou a morte de quatro pessoas, quando o míssil disparado por ele atingiu o instituto Mwamba, no município de Bulengera, cidade de Butembo, Província de Kivu do Norte, leste da República Democrática do Congo. Segundo um comunicado do CEPADHO (uma Ong local de defesa dos direitos humanos) recebido pela Agência Fides, o episódio ocorreu em 15 de outubro, quando após um ataque “dos adeptos da seita politico-militar Corps du Christ (do pastor David Marata), as forças armadas se mostraram confusas”.
Segundo a reconstrução da ONG, “na confusão, um militar lançou um míssil que atingiu a escola, matando quatro pessoas, duas das quais professores, e ferindo dois alunos”. A estas vítimas, somam-se um militar e um adepto da seita, mortos pouco antes na tentativa de desarmar e dispersar os adeptos do Corps du Christ de sua sede do Monte Carmelo, na periferia de Butembo.
A seita de Corps du Christ prega o fim do mundo e proíbe seus adeptos de se curarem em hospitais modernos e seus filhos de estudarem em escolas. Há anos, erigiu um “templo” no Monte Carmelo, único local de peregrinação dos católicos locais, o que suscitou a reprovação da população. (L.M.) (Agência Fides 17/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network