ÁSIA/ÍNDIA - No Ano da Misericórdia, os estudos bíblicos ensinam o perdão a fiéis de todas as religiões

Quinta, 4 Agosto 2016 ano da misericórdia   igrejas locais   comunicações sociais   bíblia  

Nagpur (Agência Fides) – Frequentar e acompanhar o Curso de estudos bíblicos promovido no Ano da Misericórdia pelo "Centro de informação católica" (CIC) de Nagpur (na Índia central) deu a Sushma Suryawanshi, budista convertida ao cristianismo, “a força de perdoar aqueles que me fizeram mal”. É um dos testemunhos ouvidos no Centro de Informação Católica (CIC) de Nagpur, estrutura pastoral que acaba de completar um ano.
Como informado à Fides pelo CIC, Sushma Suryawanshi relatou: “Conhecendo melhor a figura de Cristo eu pude perdoar e amar profundamente meu marido, que abusava do álcool. De Jesus, recebi a força de perdoar e amar as pessoas que me acusaram injustamente”.
Os promotores do Centro propuseram os estudos bíblicos a hindus, muçulmanos e cristãos: “A Bíblia Sagrada foi escrita há séculos, mas os versículos são úteis nos tempos presentes para se obter uma vida feliz. Por isso, devemos ler a Bíblia em oração e compreender o significado profundo das palavras de Jesus”, afirmam.
Um dos promotores do CIC é o Arcebispo de Nagpur, Dom Abraham Viruthakulangara, que teve a ideia de difundir e abrir os cursos bíblicos aos leigos, para favorecer “a maior compreensão da mensagem da Bíblia”. O Arcebispo, com o total apoio da Congregação das Filhas de São Paulo, encorajou os leigos a participar do curso e os convidou a seguir o exemplo de Jesus, seu perdão e a misericórdia.
Em um ano de trabalho pastoral, o CIC chegou a muitas pessoas e organizações no território de Nagpur, independentemente das diferenças religiosas. “Estamos disponíveis a entrar em relação com pessoas e entidades que desejam falar conosco e ouvi-las”, explicou à Fides Irmã Suman Tigga , das Filhas de São Paulo, diretora do CIC. Os cursos promovidos pelo CIC são oferecidos em todas as paróquias da diocese e as atividades incluem encontros inter-religiosos e para crianças, idosos, catequistas, e realizados graças também às modernas tecnologias. (PA-LM) (Agência Fides 4/8/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network