AMÉRICA/HONDURAS - Missionárias Scalabrinianas: há 25 anos a serviço dos migrantes em Honduras

Segunda, 25 Julho 2016 direitos humanos   refugiados   institutos missionários   indígenas  

la tribuna.hn

Missionárias Scalabrinianas: há 25 anos a serviço dos migrantes em Honduras

Tegucigalpa (Agência Fides) – "São um sinal vivo e visível da solidariedade cristã", disse o Card. Oscar Andres Rodriguez Maradiaga, Arcebispo de Tegucigalpa, na Missa de ação de graças pelos 25 anos de trabalho das irmãs scalabrinianas a serviço dos centenas de migrantes que chegam e atravessam Honduras. Sua incansável prestação foi publicamente apreciada e reconhecida pela Igreja local e pelas autoridades civis durante uma cerimônia que se realizou em 18 de julho no auditório da Universidade Católica de Honduras (Unicah).
Segundo a nota enviada à Agência Fides, quando em 1987 o Card. Rodriguez Maradiaga foi eleito Secretário-Geral do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), entre as suas principais missões promoveu na América Latina a Pastoral para os Migrantes. Pediu então ajuda aos missionários e às missionárias scalabrianas que trabalhassem para que nas 22 Conferências Episcopais do continente fosse instituída a Pastoral dos migrantes.
Em Honduras, a iniciativa teve como responsável o Bispo emérito de Choluteca, Dom Raúl Corriveau, que trabalhou com as primeiras irmãs scalabrianianas que chegaram a Honduras 25 anos atrás, lançando as bases de um trabalho para os migrantes que continua até hoje. Em 1991, foi assinado o acordo entre a Conferência Episcopal e as Missionárias Scalabrinianas. (CE) (Agência Fides, 25/07/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network