ÁSIA/PAQUISTÃO - A 'Laudato si' inspira os jovens católicos

Segunda, 4 Julho 2016 meio ambiente   igrejas locais   catástrofes naturais   islã   jovens   laudato si'  

Caritas Lahore

Lahore (Agência Fides) - Assumir a encíclica do Papa Francisco 'Laudato si' como a "carta magna" por um estilo de vida respeitoso e atento aos vulneráveis, os pobres e ao cuidado da criação: foi o que emergiu recente no seminário organizado, em Lahore, pela Caritas e pelo Serviço de Pastoral Juvenil na arquidiocese, guiado por Pe. Jahnzeb Iqbal. Conforme relatado à Fides, quem sensibilizou os jovens presentes que vieram de toda a diocese foi o missionário de São Columbano Pe. Liam O'Callaghan que acompanhou os jovens na reflexão sobre a proteção da "casa comum". Dentre as sugestões práticas, a de plantar árvores, não desperdiçar água, manter o ambiente limpo, evitar comportamentos consumistas e partilhar o que se tem com os pobres.
Os jovens apreciaram a reflexão fazendo várias perguntas e se mostrando muito interessados nos temas abordados na encíclica. O texto, anunciou Pe. Liam O 'Callaghan, será traduzido em urdu, de acordo com um projeto patrocinado pela Conferência Episcopal do Paquistão.
A Igreja no Paquistão, informou o missionário, tenta difundir o máximo possível a encíclica nas dioceses, nas paróquias, nos movimentos e associações, também fora do âmbito estritamente eclesial, encontrando o apoio de muitos círculos muçulmanos. As questões ecológicas também são "profundamente religiosas e espirituais, e podem ser um terreno comum para a cooperação e encontro com os muçulmanos, numa perspectiva inter-religiosa", salientou o missionário, convidando os jovens a trabalharem juntos com todos para sensibilizar a sociedade.
Na conclusão do seminário, Pe. Jahanzeb Iqbal garantiu que continuará organizando reuniões desse tipo, enquanto o leigo católico Rojar Noor Alam, coordenador do programa da Caritas de Lahore, agradeceu aos participantes, incentivando os jovens a "serem um exemplo para os outros através de suas iniciativas para proteger a nossa mãe terra". (PA) (Agência Fides 4/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network