ÁSIA/LÍBANO - Os Patriarcas das Igrejas sírio-antioquinas pedem que suas comunidades tenham um representante no Parlamento

Quarta, 11 Maio 2016 igrejas orientais  

Facebook

Beirute (Agência Fides) – Uma cadeira no Parlamento libanês reservada a um representante político pertencente à Igreja sírio-ortodoxa e outra garantida por regulamento a um representante da comunidade sírio-católica: é este o pedido concreto expresso no documento comum que os Primazes das duas Igrejas sírio-antioquinas – o Patriarca sírio-ortodoxo Ignatius Aphrem II e o Patriarca sírio-católico Ignatius Youssif III – assinaram ontem, na sede patriarcal sírio-católica, diante de representantes políticos e eclesiais. O documento comum – referem fontes locais consultadas pela Agência Fides – pede também que se garanta aos membros das duas comunidades cristãs uma maior presença nas instituições e cargos públicos, evitando discriminações conclamados ou ocultos de qualquer tipo.
O pedido contido no documento conjunto assinado ontem já havia sido apresentado aos líderes dos partidos políticos libaneses, que os dois Patriarcas das Igrejas sírio-antioquinas quiseram encontrar em uma rápida consulta realizada juntos, em janeiro passado (veja Fides 22/1/2016). O Sistema das “cotas” parlamentares garantidas às minorias cristãs está em vigor em diversos países árabes de maioria muçulmana, como o Egito e o Iraque. No Líbano, o delicado sistema institucional reserva o cargo de Presidente da República a um cristão maronita, mas desde maio de 2014 o cargo está vacante porque não se consegue encontrar o consenso necessário para a eleição de um novo Presidente, devido também às divisões entre as diferentes siglas políticas lideradas por líderes cristãos. (GV) (Agência Fides 11/5/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network