ÁSIA/LÍBANO - Patriarca maronita Rai: a comunidade internacional deve reconhecer e proclamar a ‘neutralidade libanesa’

Terça, 10 Maio 2016 igrejas orientais  

youtube

Paris (Agência Fides) – A neutralidade do Líbano em relação aos conflitos e contrastes entre forças regionais e globais que abalam a área médio-oriental com facções contrapostas, deve ser oficialmente reconhecida e proclamada pela comunidade internacional. Somente assim, o País dos Cedor, já pressionado por uma paralisação institucional, conflitos sociais e a chegada maciça de refugiados sírios, poderá evitar ser engolido pela desestabilização e as guerras que há anos destroem a Síria e o Iraque. Esta é a proposta feita publicamente pelo Patriarca maronita Boutros Bechara Rai segunda-feira, 9 de maio, em Paris, durante uma visita em que o Primaz da Igreja maronita foi recebido pelo Presidente francês François Hollande no Palácio do Eliseu.
“Para que o Líbano permaneça um lugar de encontro, de convivência e diálogo”, disse o Patriarca em uma coletiva de imprensa realizada junto ao Senado, “nós desejamos que a comunidade internacional declare a neutralidade do país”. Segundo o Cardeal Rai, somente assim será evitado que o Líbano seja arrastado para as matrizes que estão na origem “de guerras e conflitos internacionais e regionais”.
Durante a coletiva de imprensa, o Patriarca Maronita também chamou a atenção para as condições de emergência em que vivem um milhão e quinhentos mil refugiados sírios no Líbano: “Estes seres humanos”, disse o Primaz maronita, “vivem na total privação e nesta miséria podem ser facilmente manipulados por organizações terroristas, se este estado das coisas se perpetuar”. Além disso, o Patriarca Rai criticou aqueles que exploram os conflitos no Oriente Médio para fomentar sentimentos anti-islâmicos: “a religião muçulmana é um dos componentes mais importantes da família humana”, disse o Primaz da Igreja Maronita, e “é necessário que a comunidade internacional respeite os seus valores religiosos e humanos”. (GV) (Agência Fides 10/5/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network