ÁFRICA/NIGÉRIA - Massacres no sudeste: “Alguém sopra no fogo do conflito religioso” adverte o Card. Onaiyekan

Segunda, 9 Maio 2016 grupos armados   bispos  

Abuja (Agência Fides) - “Um vento terrível sopra em nosso país. Tantas pessoas alimentam as labaredas da discórdia e do ódio e está se tornando muito difícil difundir a unidade e o amor recíproco natural; alguns já preveem um conflito entre cristãos e muçulmanos”. É o grito de alarme lançado pelo Card. John Onaiyekan, Arcebispo de Abuja, após os recentes massacres atribuídos a pastores Fulani no sudeste da Nigéria (veja Fides 2/5/2016).
Referindo-se aos massacres, o Card. Onaiyekan afirmou: “Muitas pessoas interpretam os confrontos entre pastores e agricultores como a linha de frente da batalha. Alguns estão já afiando as facas para estar prontos para a batalha decisiva”. O Cardeal destacou que “uma das responsabilidades primárias do governo é garantir a segurança da vida e das propriedades de todos os nigerianos; e isto significa que se existem grupos de pessoas como pastores ou sequestradores, ou bandidos armados, o governo deve encontrar a maneira de derrotá-los”.
“Graças a Deus – frisou –muitos nigerianos creem que não somos condenados a matar-nos uns aos outros e que há esperança de viver juntos”. Um fato que o Cardeal Onaiyekan recorda sempre quando se encontra no exterior: “Viajo pelo mundo e digo sempre que na Nigéria temos mais de 80 milhões de cristãos e 80 milhões de muçulmanos vivendo juntos, dia após dia”.
O Cardeal lembrou ainda que males comuns como o Ebola ou a corrupção atingem indistintamente todos os nigerianos, de qualquer religião, assim como há ladrões e corruptos entre cristãos ou entre muçulmanos. “Todos nós sofremos por causa da corrupção. Temos o dever comum de pedir insistentemente um bom governo e a honestidade de quem nos governa. Por isso, devemos nos unir e enfrentar juntos os desafios comuns”, concluiu. (L.M.) (Agência Fides 9/5/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network