ÁSIA/IÊMEN - Dom Paul Hinder: ainda nenhuma notícia do salesiano sequestrado em Aden

Sexta, 1 Abril 2016 sequestro  

ANS

Aden (Agência Fides) - A quase um mês do massacre perpetrado por um comando terrorista no lar de idosos de Aden (veja Fides 4/3/2016), onde perderam a vida quatro Missionárias da Caridade, junto com outras 12 pessoas, não se há notícias de Pe. Tom Uzhunnalil, sacerdote salesiano que estava na estrutura e que os terroristas pegaram e levaram com eles depois de perpetrarem o massacre. “Os dias passam, e nós não sabemos onde ele está. Não podemos confirmar nem desmentir nada. Esperamos e rezamos por ele”, refere à Agência Fides o Bispo Paul Hinder OFMCap, vigário apostólico do sul da Arábia.
Nos últimos dias, circularam na rede versões não confirmadas sobre a morte por crucificação do sacerdote salesiano de nacionalidade indiana na Sexta-feira Santa. Segunda-feira passada, 28 de março, o próprio Dom Hinder falou que “fortes indicações” levam a crer que o sacerdote esteja ainda vivo e nas mãos de seus sequestradores. Terça-feira, 29 de março, a Congregação salesiana, em comunicado oficial, sugeriu implicitamente as fontes a quem se referir para conhecer o andamento do caso do padre Tom, evitando acreditar em falsos anúncios. “Permanecemos à espera de notícias, que esperamos sejam positivas, de quem acompanha mais de perto o caso: o Governo indiano, o Vicariato apostólico para a Arábia meridional e o inspetor salesiano de Bangalore” lê-se no comunicado divulgado por pe. Filiberto Gonzalez Plasencia, Conselheiro geral para a Comunicação da Sociedade salesiana de São João Bosco. (GV) (Agência Fides 1/4/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network