ÁSIA/PAQUISTÃO - Tragédia de Lahore: Bispos pedem proteção e uma ação mais firme do Estado

Quarta, 30 Março 2016 terrorismo   islã   perseguições   minorias religiosas   justiça   paz  

Special Service Group Navy - Class Michael Zeltakalns - Creative Commons

Lahore (Agência Fides) – “Assassinar pessoas inocentes, em especial mulheres e crianças, em nome da religião, é inaceitável. Com os cristãos, muitos de nossos irmãos muçulmanos, mulheres, crianças e famílias foram vítimas deste ataque brutal. Rezemos por todas as vítimas deste atentado e convidamos o governo a identificar e entregar os culpados à justiça, adotando medidas eficazes para proteger todos os cidadãos, inclusive as minorias e comunidades vulneráveis” : é o que diz à Agência Fides o Bispo Joseph Arshad, Presidente da Comissão nacional “Justiça e Paz” da Conferência episcopal do Paquistão, após a “tragédia de Páscoa” ocorrida em Lahore. No Gulshan-i-Iqbal Park, área verde da cidade, um kamikaze se explodiu e matou 72 pessoas, das quais 30 crianças. Mais de 300 ficaram feridas.
“Poucos dias atrás, o governo – recorda o Bispo – tomou a iniciativa de declarar feriados o Holi (festa hindu) e a Páscoa (festividade cristã). Por isso, os cristãos lotaram tranquilamente o parque aonde houve o massacre”, explica. O ataque foi reivindicado pelo grupo terrorista “Jamaatul Ahrar”, facção separatista do grupo principal “Tehreek-i-Taliban”, dos talibãs paquistaneses, que afirmou querer “atingir os cristãos” e lançar “um desafio ao governo”.
Os Bispos do Paquistão, por meio da Comissão nacional Justiça e Paz, “condenaram firmemente o trágico ataque contra pessoas inocentes”, recordando que “o governo, embora enfrentando elementos extremistas com operações militares, deve também enfrentar as causas desta intolerância”, auspiciando “uma operação em ampla escala para eliminar tais elementos, que desafiam evidentemente o Estado”.
Dom Arshad observa “a precariedade de vida sempre mais evidente no Paquistão, para todos os cidadãos” e conclui indicando o caminho da oração: “Pedimos ao Senhor Jesus Cristo que dê ao Paquistão sabedoria, tolerância e paz, e conceda às famílias das vítimas a graça e a força para suportar a perda de seus entes queridos”. (PA) (Agência Fides 30/3/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network