ÁFRICA/BENIN - Os Bispos desmentem apoiar um dos dois candidatos para o segundo turno das presidenciais

Terça, 15 Março 2016
Dom Antoine Ganyé

Dom Antoine Ganyé

Cotonou (Agência Fides) - “Surpresos e consternados.” Assim, os bispos de Benin afirmam ter recebido a notícia publicada por um jornal local acerca de seu incentivo suposto aos fieis para votar em Lionel Zinsou no segundo turno de 20 de março nas eleições presidenciais. Um fato que foi desmentido secamente por Dom Antoine Ganyé, Arcebispo de Cotonou e Presidente da Conferência Episcopal de Benin, numa declaração por ele lida em público.
“Com o comunicado, a Conferência Episcopal de Benin desmente formalmente esta informação. Não existe nenhuma declaração desse tipo”, afirma Dom Ganyé, que reiterou as indicações apresentadas pelos bispos na Carta Pastoral “Eleições sob o olhar de Deus”, de janeiro de 2016. A Conferência Episcopal de Benin, recorda Dom Ganyé, convida os filhos e filhas de Benin a votarem na calma e na paz segundo a consciência iluminada pela luz de Deus e pelo amor à Pátria”.
A Carta Pastoral oferece algumas indicações para a escolha do candidato que deve “ter temor a Deus, boas capacidades de administração social dos bens públicos, conhecimento suficiente das realidades do país, ser um patriota, um bom nível intelectual e a capacidade de vigiar sobre a aplicação sã das leis”.
Nas eleições de 6 de março, nenhum dos candidatos alcançou a maioria qualificada para ser eleito no primeiro turno. Os dois candidatos, o primeiro-ministro em fim de mandato Lionel Zinsou e o homem de negócios Patrice Talon, se enfrentarão no segundo turno, em 20 de março. (L.M.) (Agência Fides 15/3/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network