ÁFRICA/EGITO - A Igreja copta celebra os 21 “mártires da Líbia” há um ano de seu massacre

Terça, 16 Fevereiro 2016 mártires  

Samalot (Agência Fides) – Diversos Bispos e sacerdotes da Igreja copta ortodoxa participam hoje da Divina Liturgia celebrada na igreja de Samalot em homenagem aos 21 cristãos coptas massacrados há um ano na Líbia por jihadistas afiliados ao chamado Estado Islâmico (Daesh). A solene liturgia representa o ápice de uma série de missas e encontros de oração e reflexão dedicados aos “mártires da Líbia”, organizadas nestes dias pela diocese de Samalot, na província egípcia de Minya, à qual pertencia a maioria deles.
Os 21 coptas martirizados por carnífices do Daesh são recordados também em muitas outras partes do mundo. No último dia 10 de fevereiro, houve uma comemoração na capela de St. Mary Undercroft, no Palácio de Westminster, que teve a participação de muitos membros das duas câmaras do Parlamento do Reino Unido.
Os 21 coptas egípcios foram sequestrados na Líbia, no início de janeiro de 2015. O vídeo de sua decapitação foi publicado por sites jihadistas em 15 de fevereiro. Apenas uma semana depois de seu bárbaro massacre, o Patriarca copta ortodoxo Tawadros II decidiu inscrever os 21 mártires degolados pelo chamado “Estado Islâmico na Líbia no Synaxarium, livro dos mártires da Igreja copta, estabelecendo que a sua memória se celebre justamente em 15 de fevereiro.
(GV) (Agência Fides 16/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network