ÁFRICA/CONGO - “A misericórdia é um ato político por excelência” escrevem os Bispos

Terça, 16 Fevereiro 2016

Catedral de Brazzaville

Brazzaville (Agência Fides) - “A misericórdia é um ato politico por excelência”, afirmam os Bispos da República do Congo, dirigindo-se aos políticos de seu país na Mensagem publicada na conclusão da sua 44ª Assembleia Plenária. A mensagem foi enviada à Fides.
No documento, intitulado “Misericordiosos como o Pai”, os Bispos dão orientações aos fiéis sobre o Ano da Misericórdia. Na parte que se refere à vida política, recordam que a política “não é lugar de regulamento de contas nem de solução de conflitos de interesses”, mas é o “campo da maior caridade, a caridade política”. Por isso, convidam os políticos: “não se limitem em procurar o seu interesse pessoal, mas ao contrário, tentem privilegiar o bem comum para dar ao Congo um novo respiro”.
A respeito das eleições presidenciais, a mensagem destaca que “o período eleitoral é quase sempre um momento de angústia em nosso país. Os políticos devem organizar eleições transparentes e justas. Devem adotar as garantias necessárias para que nenhum direito seja lesado e nenhuma manifestação possa perturbar o andamento das eleições e a paz em nosso país”.
Os Bispos auspiciam que o futuro Presidente, eleito pelo povo, trabalhe para “extirpar a impunidade da gestão do Estado, comprometendo-se com a justiça e o bem-estar de todo cidadão, punindo a corrupção, de modo especial renovando a comissão anticorrupção”. Auspicia-se também que o novo Chefe de Estado “preste atenção especial aos detentos com saúde frágil e controle para que seja feita justiça para aqueles que aguardam processo, neste Ano do Jubileu da Misericórdia”. (L.M.) (Agência Fides 16/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network