ÁFRICA/RD CONGO - Novos ataques dos terroristas ugandenses da ADF semeiam pânico na população de Eringeti

Segunda, 15 Fevereiro 2016 grupos armados  

Kinshasa (Agência Fides) – O terror de novos ataques se apropriou dos moradores de Eringeti e de seus arredores depois dos cometidos por terroristas da ADF nos dias 12 e 14 de fevereiro. Eringeti se encontra no território de Beni, no Kivu do Norte, leste da República Democrática do Congo, aonde há anos atuam diversos grupos armados que espalham terror entre o povo. Recentemente, os religiosos congoleses em Roma lançaram uma petição para que o drama desta região não seja esquecido (veja Fides 13/2/2016).
Segundo informações recebidas pela Agência Fides, em 12 de fevereiro a ADF invadiu uma aldeia de Lesse, matando 6 habitantes, sequestrando 14 e queimando 29 casas. Dos 14 sequestrados, 9 são moças e 5 rapazes. Somente uma delas conseguiu fugir. Domingo, 14 de fevereiro, foi atacada a aldeia de Tingwe, mas até agora não existe um balanço das vítimas e dos prejuízos materiais.
Diante destes ataques, difundiu-se entre os habitantes da área o medo de novas violências deste grupo de origem ugandense, que assumiu nos últimos anos características de movimento jihadista (veja Fides 5/11/2015). Recentemente, as forças armadas congolesas e a MONUSCO (Missão da ONU na RDC) assinaram um protocolo de acordo para uma ação conjunta contra a ADF. (L.M.) (Agência Fides 15/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network